Steel Frame

Light steel framing (LSF) é um sistema construtivo estruturado em perfis de aço leve galvanizado formados a frio, projetados para suportar as cargas da edificação e trabalhar em conjunto com outros sistemas industrializados, de forma a garantir os requisitos de funcionamento da edificação.

Amplamente utilizado em países como Estados Unidos, Canadá, Austrália, França, Alemanha, Japão, China, Coréia, Chile e Argentina, e mais recentemente no Brasil, é um sistema construtivo aberto, que permite a utilização de diversos materiais. Sendo flexível, não apresenta grandes restrições aos projetos, racionalizando e otimizando os recursos e o gerenciamento de perdas.

É customizável, permitindo total controle dos gastos já na fase de projeto, além de ser durável e reciclável. Internamente é revestido por chapas de drywall, material com elevada resistência ao fogo, e externamente por chapas cimentícias ou outros materiais.

O LSF é um sistema construtivo moderno, do tipo CES (Construção Energitérmica Sustentável), termo usado para definir edificações com ótimo desempenho térmico e uso de materiais ecologicamente corretos.

Histórico

O LSF nasceu a partir de uma derivação do Wood Framing, que é um método construtivo que faz parte do sistema CES (Construção Energitérmica Sustentável), que utiliza painéis de madeira reflorestada na construção de uma casa ou qualquer outro empreendimento.

Com o final da 2ª Guerra Mundial, o aço era um material abundante, e as siderúrgicas norte-americanas lançaram no mercado aços galvanizados com espessuras reduzidas para a produção dos frames metálicos, com maior resistência à corrosão. Estes passaram a competir com as estruturas de madeira.

Gradualmente, a troca da madeira pelo aço nas construções foi sendo feita a partir também do momento em que as estruturas de madeira se tornavam mais caras devido à escassez e ao aumento do preço dessa matéria-prima.

Vantagens do LSF:

  • Resistência: O sistema constituído de perfis contraventados com placas OSB estrutural confere resistência superior aos sistemas convencionais, resistindo a ventos de até 300 km/h.
  • Versatilidade: Extremamente flexível, a construção em light steel framing aceita qualquer tipo de acabamento exterior e interior.
  • Isolamento Térmico: Um imóvel com estrutura em LSF é completamente isolado do exterior por placas de poliestireno expandido, OSB e/ou placa cimentícias, vários centímetros de lã mineral e gesso acartonado, conferindo uma proteção térmica que não é encontrada em uma construção de alvenaria.
  • Isolamento Acústico: As paredes internas contribuem para reduzir a transmissão do som. Nas exteriores, utliza-se o OSB e/ou Placas Cimentícias e também com lã mineral. As lãs minerais são também colocadas no espaço entre as vigas de piso, (com até 250 mm de secção), minimizando bastante os ruídos aéreos, vantagem que não é possível obter numa construção convencional.
  • Manutenção: Devido à qualidade e à durabilidade dos materiais empregados nesse sistema, há uma redução de custos de manutenção em 1/3 quando comparado aos sistemas convencionais.
  • Rapidez de construção: Redução em média de 60% do tempo de obra em comparação dos sistemas convencionais.
  • Baixa emissão de CO2: Emite aproximadamente cinco vezes menos CO2, quando comparado aos processos construtivos convencionais.